Confira o que é e quais são as boas práticas no manuseio de cargas perigosas

Ao longo do tempo, os produtos químicos se tornaram dispositivos importantes para o desenvolvimento e, de certa forma, indispensáveis para os padrões de vida de grande parte da população mundial. Em contrapartida, são encontrados diversos deles com características nocivas e que apresentam grande risco às pessoas e ao meio ambiente. 

Desta forma, as cargas perigosas, por sua natureza, podem ser encontradas e transportadas nos três estados físicos da matéria (sólido, líquido e gasoso), além do armazenamento e transporte em condições de carga a granel ou embaladas. Contudo, é necessário utilizar-se de boas práticas no momento em que tais produtos são manuseados.

Acompanhe a continuação do artigo e fique ligado sobre o que fazer e o que não fazer no momento em que lidar com cargas perigosas.

 

O que são cargas perigosas?

Por definição, podemos entender cargas perigosas como substâncias que devido à sua composição química são capazes de causar lesões e danos às pessoas e ao meio ambiente. Por isso, deve-se observar precauções especiais durante a sua manipulação e intervenção na hora de emergências.

Armazenagem De Produtos Perigosos Zoom

Hoje, os produtos classificados como perigosos estão em diversas atividades. Porém, o seu potencial de risco ainda não é devidamente compreendido por quem lida direta ou indiretamente com eles. 

Acidentes com alto potencial de risco podem ocorrer em instalações industriais, parques ou depósitos por conta de um possível vazamento de produtos químicos, por exemplo. 

Nesse sentido, é muito relevante conhecer as formas típicas de embalagem das cargas perigosas, assim como informar-se sobre o armazenamento e manuseio desses produtos.

 

Classes de risco

Cada tipo de substância definida como perigosa necessita de atenção especial no seu manuseio para evitar quaisquer tipos de problemas como explosões, intoxicação, entre outros.

De acordo com a ONU (Organização das Nações Unidas), os produtos de risco são segregados em nove categorias.

Confira:

  • Explosivos: pólvora, dinamite, artifícios pirotécnicos;
  • Gases: inflamáveis, não tóxicos e não inflamáveis, venenosos;
  • Líquidos inflamáveis: gasolina, álcool, diesel, querosene;
  • Sólidos inflamáveis: plástico, madeira, parafina sólida;
  • Substâncias oxidantes: nitrato de amônio, nitrato de potássio, clorato de potássio, nitrato de Magnésio, bromato de sódio; 
  • Venenos: pesticidas, cianetos;
  • Materiais radioativos: que contenham radionuclídeos e quando excedem os valores especificados para radiação;
  • Corrosivos: ácido sulfúrico, soda cáustica;
  • Substâncias perigosas e diversas: baterias de lítio, capacitores, substâncias que desprendem vapores inflamáveis.

 

Produtos Perigosos Zoom

 

Armazenamento de cargas perigosas

As cargas perigosas são artefatos que possuem múltiplas formas de armazenamento. Indústrias químicas ou petroquímicas, pátios de transportadoras, estabelecimentos comerciais, hospitais e laboratórios são algumas dessas unidades que podem estocar tais produtos.

Todavia, existe a possibilidade de dano em um desses produtos perigosos e isso independe da quantidade. Há fatores físico-químicos associados à etapa de estocagem, como pressão, temperatura, exposição a impactos e fenômenos atmosféricos, que influenciam diretamente nessas condições de armazenamento dos produtos. 

Para isso, implementa-se às Normas de Segregação de cargas perigosas. A segregação da carga estabelece distâncias de segurança para o armazenamento e transporte dos produtos. Assim, eles estarão dispostos de acordo com suas compatibilidades, ou seja, não deve haver reações químicas e/ou físicas entre os produtos caso haja contato entre eles. 

Bem como executa-se as Normas de Segregação para as cargas perigosas, também se apresentam medidas de controle e requisitos para a conservação de tais produtos. A título de exemplo, todo local de armazenamento deverá ser obrigatoriamente sinalizado e destacado sobre os riscos oferecidos pelos produtos nele estocados. 

manuseio de cargas perigosas zoom entregas

Os depósitos para armazenamento de produtos químicos perigosos devem possuir estruturas que garantam proteção ao meio ambiente e aos colaboradores.

Veja quais são elas:

  • Controle de acesso a somente pessoas autorizadas e treinadas;
  • Sistema de combate a incêndio, com extintores próximos ao acesso, adequados ao tipo e risco de produtos químicos armazenados; 
  • Sinalizações visíveis e obrigatórias de perigo de acordo com os riscos apresentados pelos produtos armazenados;
  • Coberturas para proteção da entrada de águas pluviais na área de armazenamento;
  • Sistemas de contenção secundária para captação de águas pluviais e/ou retenção de vazamentos

Além disso, todos os trabalhadores envolvidos no manuseio deste tipo de carga perigosa deverão possuir treinamento específico em relação às operações. Portanto, a partir do momento que estão autorizados a manipular tais produtos, a utilização de EPI’s (Equipamento de Proteção Individual) é essencial nas atividades.

Após a leitura deste artigo, esperamos que você tenha compreendido o valor da segurança no armazém em relação aos produtos químicos perigosos. No mais, siga lendo o blog da Zoom Entregas para ficar por dentro de assuntos pertinentes aos processos logísticos.

plugins premium WordPress