Conheça nosso blog
29Maio
logística reversa

Logística reversa: o que é e como ocorre

A logística reversa consolidou-se a partir da publicação da Política Nacional de Resíduos Sólidos. Essa lei estabeleceu uma responsabilidade compartilhada em razão do ciclo de vida do produtos. Fabricantes, importadores, distribuidores e comerciantes firmaram, desta forma, um acordo setorial. Nesse sentido, a Zoom Entregas Rápidas compôs este artigo para que você conheça o que é logística reversa, as penalidades do não cumprimento dela e muito mais! Boa leitura!

Conheça mais sobre a logística reversa

A regime estabelecido pela Política Nacional de Resíduos Sólidos busca, em resumo, garantir a sustentabilidade e redução de impactos. Com isso, a logística reversa tornou-se uma forma eficaz de descarte correto e reaproveitamento. Abaixo, veja pontos sobre a logística reversa.

Conheça a logística reversa

Definição

A logística reversa trata-se de um movimento de desenvolvimento econômico e social. Ela caracteriza-se por ações que englobam meios de reinserção dos resíduos ou materiais em seu pós-consumo. A finalidade é garantir que esses sejam reaproveitados ou descartados de modo correto. A implementação pode ser realizada por instrumentos legais, seja termo de compromisso ou acordo setorial.

Finalidade

A prática da logística reversa busca minimizar os custos com a compra de matéria-prima. Além disso, procura reduzir o acúmulo de resíduos, diminuir a degradação ambiental e reformular a matéria já usada em uma nova. Ao final, é possível ter os produtos já utilizados inseridos em um novo ciclo de vida.

Finalidade da logística reversa

Produtos e materiais que fazem parte

Muitos produtos e materiais podem fazer parte da logística reversa. Pilhas, baterias, agrotóxicos, seringas, agulhas, óleos lubrificantes, produtos eletrodomésticos e eletrônicos, embalagens, pneus, medicamentos e mais. É importante ter em mente que os materiais, em geral, são aqueles que podem ocasionar danos secundários ou ao meio ambiente.

Quem participa e como

Indústrias, comerciantes, fabricantes, distribuidores, titulares dos serviços urbanos, associações e cooperativas de catadores participam da logística reversa. Cabe às indústrias garantirem postos onde os consumidores possam fazer o descarte do material, por exemplo. Já a população, comerciantes e outros devem estar alinhados no pensamento de separar os materiais de maneira adequada. Dessa forma, pode-se encontrar a chamada responsabilidade compartilhada.

Etapas da logística reversa

Para que a logística reversa seja colocada em prática, decorrem três etapas básicas. Elas ocorrem no pós-venda e no pós-consumo. Veja como ocorrem:

  • No primeiro momento, o comprador devolve o produto ao comerciante ou distribuidor;
  • no segundo, o comerciante deve retornar o produto ao fabricante;
  • por último, o fabricante deve conduzi-lo à reciclagem, reuso ou descarte.

Etapas da logística reversa

Punição de empresas

As empresas que têm a obrigação de possuírem a logística reversa, quando não cumprem a regra podem sofrer punições. Elas podem ser exercidas nas três esferas: cível, administrativa e penal.

Na esfera cível, a falta da logística reversa pode acarretar a punição para a empresa de precisar reparar integralmente o dano causado. Na administrativa, a penalidade pode ser ocasionada por multas, embargo de obras ou atividades, suspensão total ou parcial de atividades e restritiva de direitos. Já na esfera penal, podem ocorrer multas, restritivas de direitos e prestação de serviços à comunidade.

Conte com a Zoom Entregas Rápidas

A Zoom Entregas Rápidas reconhece a importância da logística reversa para o bem-estar comum. Somos uma empresa que realiza os serviços de moto frete rj, courier rj, transporte aéreo de carga e muito mais! Em nosso blog, você encontra benefícios de contratar um motoboy e as vantagens da terceirização de entregas. Entre em contato!

 

Compartilhe: